AMORTECEDORES E MOLAS

Aqui vão alguns esclarecimentos sobre o funcionamento de amortecedores e molas:

Quando a moto passa sobre um calombo no asfalto, suas rodas são obrigadas a seguir a curvatura deste calombo. Seus pneus se comprimem um pouco também. Se as rodas da moto fossem conectadas direto ao quadro, sem molas e amortecedores, a moto ia se levantar tão alto quanto o calombo obrigasse, quase imediatamente. Isso traria problemas de controlabilidade, além de muito desconforto.

Para consertar isto é que existem as molas. Quando você passa pelo calombo, elas se comprimem, impedindo que o quadro receba o choque.

Mas se só existissem as molas, o que aconteceria depois delas se comprimirem seria: Elas iriam se descomprimir, empurrando a moto para cima. Só aconteceria um curto atraso antes da moto sofrer o mesmo efeito do calombo.

Agora é que entram os amortecedores! Eles retardam bastante a descompressão das molas, e no processo, transformam esta energia em calor.

Um amortecedor consiste num tubo dividido em dois, cheio de óleo, e um pistão (este conectado a uma das metades do tubo). O pistão corre para cima e para baixo com os choques da estrada, e o óleo que está contido no tubo oferece grande resistência ao movimento do pistão. Com esta resistência, a energia vira calor e só uma pequena parte é transmitida ao quadro da motocicleta.

Por causa deste calor gerado, é que você deve trocar o óleo do amortecedor regularmente, pois o calor decompõe este óleo.

Quando você põe um passageiro ou uma bagagem pesada sobre sua moto, você deve aumentar a pré-tensão das molas. Se não o fizer, a moto ficará muito "nervosa" e ficará vibrando demais. Pegar uma moto street e fingir que é uma moto de cross resulta no mesmo nervosismo.

O projeto de um sistema de amortecimento nunca é perfeito, pois se fosse, você nunca sentiria um solavanco sequer. O fato é que, as condições de rodagem podem variar, de perfeitamente lisas à muito esburacadas. Este é o lugar onde alguns reais a mais podem fazer a diferença. Existem jogos de mola chamados progressivos, que oferecem um rodar macio até que haja um solavanco mais severo, neste ponto elas se comprimem cada vez mais duramente, absorvendo melhor o choque.

Alguns amortecedores avançados possuem um sistema de Ar/Óleo. Um compressor na moto permite fazer a regulagem do ar, podendo deixar a suspensão mais dura ou mais macia, sem descer da moto.

O sistema de suspensão da sua moto tende a ter molas grandes, externas, na parte traseira da moto, e na parte dianteira, molas pequenas e compridas na parte interna do amortecedor.

Existe também a suspensão Pro-Link, que é usada na traseira de diversas motos. Esta suspensão tem um projeto mais moderno, e é muito usada em motos cross e motos esportivas. Ela geralmente traz benefícios na ciclística da moto, como melhor controle, maior resposta às irregularidades do solo.


Suspensão traseira do tipo Pró-Link

Seu sistema de suspensão é que faz sua motocicleta controlável. Certifique-se de que ele receba as trocas de óleo recomendadas pela fábrica, e ajuste a pré-carga de acordo com o peso e tipo de piso que irá rodar.

Nenhum comentário: